sexta-feira, 17 de junho de 2011

Mãe se prepara para doação inédita de útero para filha sem órgão reprodutivo

Após experiências em animais, cientistas suecos realizam testes com mãe e filha para o
primeiro transplante do tipo no mundo
 Uma empresária de 56 anos que vive na Grã-Bretanha se prepara para ser a primeira
mãe no mundo a doar o útero para sua própria filha.
Eva Ottosson, de 56 anos, e sua filha, Sara, participam de uma série de exames médicos e psicológicos junto a uma equipe de cientistas da Universidade de Gotenburgo, na Suécia.
Os exames determinarão se elas poderão participar do primeiro transplante de útero realizado
em humanos pelos pesquisadores, que deverá acontecer em 2012.
Sara, de 25 anos, é portadora da Síndrome de Mayer Rokitansky Kuster Hauser, que fez com
que ela nascesse sem o útero e parte da vagina. Ela pretende tentar a fertilização in vitro para engravidar com o útero da mãe, caso o transplante seja bem sucedido.
'Decidimos tentar o procedimento porque é a única maneira de minha filha conseguir ter um
filho seu, a não ser que ela decida pela barriga de aluguel', disse Ottosson à BBC.
Se o procedimento funcionar, Sara pretende tentar a fertilização in vitro com o esperma de
seu namorado.
Os óvulos fertilizados serão implantados no útero onde ela mesma foi gerada.
'Ela estava disposta a tentar a adoção mas, quando essa oportunidade apareceu, ela quis tentar. Mas se não funcionar ela ainda irá adotar', afirmou a mãe.